Máscara de cílios Big impact – AVON

Big impact

Volume com o dobro de cílios. SEM cola, SEM curvex, SEM esforço!

big-e-illusion-mascara-extra-volume-com-efeito-de-cilios-posticos-10g-avn2444-3

Com Uso da Big impact /com cílios posticios

O Big e Illusion Máscara Extra Volume com Efeito de Cílios Postiços – 10g eleva, alonga e dá volume instantaneamente!

big-e-illusion-mascara-extra-volume-com-efeito-de-cilios-posticos-10g-avn2444
big-e-illusion-mascara-extra-volume-com-efeito-de-cilios-posticos-10g-avn2444-2

Fórmula com milhares de fibras de diferentes formatos e tamanhos, que preenchem os cílios e proporcionam mais volume. Pincel exclusivo, que segue a curva natural dos cílios para chegar à raiz. Super fórmula à prova d’água. Dura o dia todo. Sem manchas e livre de grumos.
Demais vc não pode perder!

Anúncios
Padrão

Poemas de Eliziane Fernandes

Orgulho de ser Cearense

Sou nascida no sertão
No sertão do Ceará
Essa terra rica e bela
Que promete encantar
Com tantas belezas naturais
Temos que nos orgulhar
Orgulhos de ser cearense
E também de aqui morar

Terra de gente bonita
Terra de gente alegre
Talentos como o Didi
Uma hora e outra aparece
Por que são em solos férteis
Onde as flores mais floresce
E aqui no Ceará
Isso sempre acontece

Temos aqui grandes poetas
Comediantes também
Temos os grandes artistas
Pessoas que quero bem
Agradeço a Jesus Cristo
Que tanto amor a mim tem
Que proteja meu sertão
Pra todo sempre amém
Eliziane Fernandes

Padrão

Poemas de Eliziane Fernandes

O verbo amar
No meio de tantos verbos
Existe o verbo amar
Eu olhando esse verbo
Fui tentar o conjugar
Se no passado ou futuro
Não sei nem como será
Esse verbo é do presente
E nunca ele passará

Tentei nos tempos passados
Nos tempos em que o amei
Esquecendo que essa forma
Eu nunca que encontrei
Pois o amor se verdadeiro
Não quero e nem findarei
O meu amor ele é único
E jamais o acabarei

Fui fazê-lo no futuro
Dizendo eu te amarei
Mas o amor acontece
E nunca o premeditarei
Tá aí uma coisa louca
Que eu nunca imaginei
Novamente essa forma
Eu jamais encontrarei

No pretérito imperfeito
Nos tempos que o amava
Mais o verdadeiro amor
Dessa forma não findava
Passei noite passei dia
Em todos os modos tentava
Tentativa sempre em vão
E o verbo não conjugava

Nessa hora me toquei
Do erro que cometia
Enquanto o conjugava
O amor eu não vivia
Chegava em casa cansada
Aquela cama vazia
O eu corpo sem ninguém
Naquela noite sombria

Hoje não conjugo mais
Prefiro mesmo é viver
O amor que é tão belo
E mim traz tanto prazer
Passe o tempo que passar
Até quando eu morrer
O amor não conjugo mais
Melhor mesmo é um amor ter
Eliziane Fernandes

Padrão

Poemas de Eliziane Fernandes

O preço de uma traição

Eu me casei muito novo
Também muito apaixonado
Por uma bela mocinha
Tinha eu me encantado
Logo que nos encontramos
Eu quis viver ao seu lado
Começamos muito cedo
Essa história sem enredo
Tudo foi atrapalhado

Eu jurei amor eterno
Ela também me jurou
Os padrinhos de testemunha
E o padre confirmou
Naquela festança toda
Nossa vida começou
Como era meu papel
Logo na lua de mel
O casório consumou

Foi pouco tempo de amor
E eu já me arrependi
Queria só farrear
E do amor esqueci
Passava a noite em festa
Que casei nem percebi
Deixava a ela sozinha
Trancada em casa a mantinha
Tornando ela infeliz.

Vivendo essa vida louca
Meu amor a me esperar
Em casa muito sozinha
Sem ninguém pra lhe amar
Eu no mundo dos solteiros
Só queria paquerar
Conhecer jovens bonitas
Que também fossem bem ricas
E com as mesmas namorar

Eu sei que eu sou casado
Eu sei que tenho um alguém
Mas de hoje em diante pra frente
Não vou pensar em ninguém
Vou viver a liberdade
Esquecer quem me quer bem
Nas festas e vaquejada
No meio da mulherada
Vou ficar com mais de sem

Chegava em casa dormia
Por que estava cansado
Passava a noite em festas
Totalmente embriagado
Mesmo assim a minha esposa
Estava ali do meu lado
E por ser mal agradecido
Cansado de ser seu marido
Pensava ela ser passado

Não queria saber de nada
Tinha sempre outro alguém
Pra lhe dar meu coração
E o meu corpo também
Deixava sozinha em casa
Aquela que me quer bem
Assim tão abandonada
Sentindo-se desprezada
Acabou o amor que tem

Cansada do sofrimento
Do abandono profundo
Resolveu deixar essa vida
Partiu no oco do mundo
Deixando-me para trás
Como um farrapo imundo
Nessa hora percebi
Tudo que tinha perdi
Num poço estava no fundo

Minha vida se acabou
As festas perderam a graça
Hoje só que me resta
É sentar no banco da praça
Pensando em quem me amou
Tomando uma cachaça
Chorando, sofrendo e bebendo,
Um pouco me entretendo
Pra ver essa angustia passa.

Eu sei que a culpa é minha
De viver como estou
Por que agora estou pagando
Pela má pessoa que sou
Os amigos se findaram
O que tinha se acabou
Nas festas ninguém me olha
Não tenho mais quem me adora
Por que velho já estou.

Eliziane Fernandes

Padrão

Poemas de Eliziane

Autor da vida real
As paginas de nossa vida
São repletas de surpresas,
Ha capítulo de alegria,
Mas também há de tristezas.
Ha mistérios e fantasias,
Sentimentos e decepções.
Por isso não rasgue paginas
Nem esconda emoções.
Guarde tudo bem juntinho
Com muito amor e carinho
E ame as recordações.

Não se aprece em descobrir
Não perca a esperança
Pois sempre a final feliz
Para quem luta e não cansa.
Nunca esqueça o principal
De Deus que te deu a vida,
Apesar de ser difícil
Ele sempre nos dar a saída,
Creia em Jesus somente
E com isso siga em frente
Para vencer sua lida.

A sua vida é um livro
Que só você pode escrever
Ser o autor da sua historia
E um final feliz escolher.
Escritor sem faculdade
Ou talvez sem um saber
A faculdade é a vida
E o diploma é viver
Um livro bem editado
Com texto preparado
E assinado por você

Não pode refazer a historia
Nem tão pouco apagar o erro
A única coisa possível
É tentar um novo enredo
Reapontar o seu lápis
E escrever o restante
Criando um novo final
Para que de hoje em diante
Reconquiste o que perdeu,
Reinvente o que certo não deu
E isso será bastante.
Eliziane Fernandes

Padrão

Poemas de Eliziane Fernandes

Retrato da vida real

Deus é dono do mundo
Do céu, da terra e do mar.
Do visível e do invisível
E do que possa imaginar
Do infinito profundo
E tudo que venha a falar

O destino é traçado
No mapa celestial
Não há no mundo quem possa
Mudar esse mapa astral
Fazer algo diferente
Pra torná-lo desigual

A terra gira no espaço
E o sol manda o calor
Alguns matam por dinheiro
Outros morrem por amor
E o destino já traçado
Escrito por meu senhor

A minha história de hoje
Que agora eu vou contar
Não é pra que tenha pena
E nem pra te agradar
É uma ferida do peito
Que não sei se vai sarar

Eu sei que essa minha história
Não é a coisa mais rara do mundo
Falo de um grande amor
Um amor desses profundo
Que os acasos do destino
Destroem em um segundo

O grande amor da minha vida
Por que eu já tive um
Moço jovem da cidade
Era um rapaz comum
Que ganhou meu coração
Sem fazer esforço algum

O nosso amor foi grande
E logo aconteceu
Foram sete meses de namoro
E a nossa filha nasceu
Mas como era o destino
O meu grande amor morreu

Numa noite de sexta- feira
Meu coração apertado
A vida estava vazia
Eu sentia algo errado
Parece que eu sabia
Daquele plano traçado

De repente a notícia
Triste que alguém me deu
No bar ali mesmo próximo
Alguém um tiro lhe deu
E eu corri desesperada
Pra ver o que aconteceu

Chegando encontrei caindo
No chão o meu grande amor
O corpo banhado em sangue
Terrível foi a minha dor
A caminho do hospital
Meu coração quase parou

Levaram pra emergência
Enquanto ele agonizava
E mesmo sem a certeza
Daquilo que me esperava
Mas tinha uma esperança
Que ali meu amor não findava

Quando chegou um parente
E essa notícia me deu
Disse-me acabou tudo
Por que ele já morreu
O sopro que Deus lhe dera outrora
Agora já não é mais seu

Meu amor partiu tão cedo
Nem um adeus me deixou
Foi embora de repente
Por que a morte o levou
Confesso: Naquela hora,
Meu coração quase parou

A morte veio tão cedo
Chegou sem nos avisar
Da mesma forma partiu
Levando o que veio buscar
E eu fiquei desesperada
Sozinha nesse lugar

Quando a morte mata um
Dar as costas e vai embora
Sai por aí sorrindo
Levando alegria embora
Deixando somente o luto,
O adeus e até outrora

Minha vida é marcada
Dor trago no coração
Mas depois de tudo isso
Eu tive confirmação
Deus ainda me amava
E nunca me esqueceu não

Trouxe-me uma grande benção
Que me lembro com emoção
Foi minha filha querida
Meu amor, minha paixão.
Dando novo sentido pra vida
E alento pra o coração

Mesmo depois de tanto tempo
Seis anos pra ser exata
Ainda dói no peito
Essa saudade ingrata
Quando lembro aquele dia
Parece ainda a mesma data

Hoje digo com certeza
Que ainda sinto a mesma dor
Cada vez que alguém me chega
E conto-lhe esse horror
Fico muito angustiada
E choro por meu amor

Amor da minha vida
Saudades que tenho eu
Jesus cristo a mim deixou
Apenas um fruto teu
Mesmo assim ainda és
Dono do coração meu

Amor da minha vida
Para sempre um adeus
Espero que hoje esteja
Guardado pelo meu Deus
Saudades eternamente
Eu trago nos olhos meus

Essa ferida do peito
Eu não sei se vi sarar
Não sei se essa dor tem cura
Nem se um dia vai passar
Mas de uma coisa estou certa
Digo sem pestanejar

Se te esperar é minha sina
Viverei a te esperar
Se nasci para ser sua
Se nasci pra te amar
Enquanto vida eu tiver
Eu viverei a te amar

Depois de muito chorar
Por aquilo que passou
De tanto se lamentar
Pelo que pra traz ficou
De não conseguir livrar-me
De tudo que me magoou

Depois que a minha vida
Aos poucos chegou ao fim
O sol que outrora belo
Já não brilhava pra mim
Parei um pouco e pensei,
Perguntando como assim?

Será que já não é tempo
De refazer minha vida?
De esquecer o passado,
Deixar sarar as feridas?
Não posso ficar assim
Depois da sua partida

Você se foi eu já sei
Isso eu não posso mudar
Mas apesar disso tudo
A vida não pode parar
A minha história continuar
E sempre vai continuar

Hoje a história refeita
Vendo tudo que ficou
O dia amanhece lindo
O sol para mim brilhou
Agradeço muito a Deus
Por tudo que se passou
Hoje tenho recompensa
Por que vencedora sou

Sou uma jovem simpática
Que adora inventar
Crio versos, crio rima
Crio o que dê pra criar
Mas numa arte sou boa
E agora vou revelar
É uma arte perfeita
Que todos vão aprovar
Essa arte tão falada
É a arte de amar.

Não sou daqui sou de longe,
Mas vivo nesse lugar
Na vida estou de passagem
E o que eu quero é causar
A cada dia que passa,
Minha história reinventar
Se cair eu me levanto,
E se voltar a tropeçar
Sei que conto com Jesus
Que esta sempre a me ajudar.

Já amei muito na vida
Amores bem passageiro,
Desses que vem e que vão,
E que se acabam ligeiro
Chegaram sem pedir licença
Entrando aqui no meu peito
Acabaram assim de repente
Com isso eu pago um preço
Sofro de noite e de dia
Choro, suspiro e padeço.
Guardo no peito uma ferida
que não sei se vai sarar,
procurando um alento
quero alguém nesse lugar,
para tentar esquecer
De alguém que me fez chorar
E acabar com a saudade
Que insiste em me machucar
Com isso ter vida boa
E da alegria desfrutar.

Amo aquele que me ama
Gosto de quem me quer bem
Faço o que me dê na telha
Não é da conta de ninguém
Que coisa que não suporto
E que não faço também
É ser falsa a quem eu gosto
Para agradar outro alguém
Se você de mim não gosta
Não me importa vou além.

Não tenho medo do inferno
E nem de demônio algum
Pois acredito em Jesus cristo
E em mais santo nenhum
Dizem que é bom ter lema
Na vida eu tenho um
Que a vida é curta demais
Pra gente ser tão comum
Por que Deus do céu nos olha
E cuida de cada um.

As paginas de nossa vida
São repletas de surpresas,
Ha capítulo de alegria,
Mas também há de tristezas.
Ha mistérios e fantasias,
Sentimentos e decepções.
Por isso não rasgue paginas
Nem esconda emoções.
Guarde tudo bem juntinho
Com muito amor e carinho
E ame as recordações.

Não se aprece em descobrir
Não perca a esperança
Pois sempre a final feliz
Para quem luta e não cansa.
Nunca esqueça o principal
De Deus que te deu a vida,
Apesar de ser difícil
Ele sempre nos dar a saída,
Creia em Jesus somente
E com isso siga em frente
Para vencer sua lida.

A sua vida é um livro
Que só você pode escrever
Ser o autor da sua historia
E um final feliz escolher.
Escritor sem faculdade
Ou talvez sem um saber
A faculdade é a vida
E o diploma é viver
Um livro bem editado
Com um texto preparado
E assinado por você

Não pode refazer a historia
Nem tão pouco apagar o erro
A única coisa possível
É tentar um novo enredo
Reapontar o seu lápis
E escrever o restante
Criando um novo final
Para que de hoje em diante
Reconquiste o que perdeu,
Reinvente o que certo não deu
E isso será bastante.

Eliziane Fernandes

Padrão

Espaço aberto

   

                                                        Morre filho do anão Marquinhos

                       Tristeza geral de todos os fãs e admiradores desse artista tão espetacular Marquinhos

               

marquinhos-anaoSamuel, filho do anão Marquinhos e da anã Juliana, morreu

Morreu na última quinta-feira (13), o filho do anão Marquinhos, Samuel. A criança era o primeiro filho do assistente de palco do “Domingo Show”, fruto do casamento com Juliana Alves. O bebê tinha apenas quatro meses de vida e estava internado desde que nasceu.

Marquinhos e Juliana usaram as redes sociais para agradecer o carinho dos fãs neste momento.

A notícia da morte foi confirmada na manhã desta sexta-feira (14) durante a exibição do programa “Hoje em Dia”. O motivo da morte não foi informado.

A criança que tbm nasceu com o nanismo não conseguiu resistir as complicações e apesar de ter permanecido internado até os 4 meses de vida acabou vindo a óbito para a tristeza geral de todos que assistiram a essa gestação e ao parto com tantas expectativas.

Desejamos aos pais que tenham muita força e coragem para seguirem em frente.

Força apoio e pêsames de todos nós.

Padrão